À Realeza

Rainha mãe, esmerada

Atenciosa, caprichosa

Sua princesa embalas

Apesar de todas as falas

Em nada te abalas.

**

Carinhosa, atenta.

Galanteadora

A tudo olha e pondera

Rainha acalentadora, tutora

**

Os sinais pondera.

Aos ais dá carinhos,

Aos descalabros repreende

Mas sempre Rainha

Sempre mãe, sempre entende.

**

Mãe quero comer.

Sim, e tudo parou.

Mãe olha aqui.

Sim, seu olhar mudou

Mãe vai ali.

E às vezes depois de horas

De intermináveis dias

Trabalhosos.

A Rainha em sua Majestade

Vai sim, e se de valdo

A repreensão virá.

Mas primeiro

E sempre sorrindo

A Sua princesa servindo

Formando assim p’ro amanhã

Sua Alteza a Princesa.

**

A você Rainha mãe.

Meu carinho e compreensão

E que a essa Princesa então

Jamais falte Sua Mão.

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: